perpétuo
és imortal
PERPÉTUO [ adj. que não cessa, que dura sempre; constante
quem se eterniza na história
perpétuo
Capítulo I
janeiro de 2017, inverno; st. akésan, canadá

Pagãos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pagãos

Mensagem por Hera em 6th Janeiro 2017, 22:21


Pagãos


Bruxos, feiticeiros e magos

Há muito tempo, quando os homens se preocupavam em observar as estrelas do céu, e não da televisão, uma estrela desceu até eles na forma humana. Não era uma estrela que se aproximou, um titã seria o nome pelo qual chamariam sua espécie muitos milênios depois. O titã trouxe consigo algo com um resplendor superior a imagem de qualquer objeto visível no espaço e, inesperadamente, entregou-a para os homens. Feus foi o nome que o titã disse, ou o que os antigos dizem. Feus foi entregue há muitos povos por todo o mundo primitivo, o que desencadeou um avanço gigantesco na espécie. O presente recebeu um outro nome; magia.

Nas tribos indígenas no sul da América, o presente foi utilizado para haver um contato maior com a natureza e, por conta disso, deuses vinculados a tais aspectos da região surgiram para guia-los. O Norte se manteve com objetivos semelhantes por muito tempo, até que o povo do outro lado do oceano veio para exterminá-los, deixando o que foi desenvolvido com o presente debaixo da terra com seus donos.

Os europeus não se contiveram com a possibilidade de curar através das ervas, precisavam ferir sem portar armas, pois, infelizmente, houveram tempos sombrios demais para a segurança dos sábios. Com suas almas amarguradas, corromperam a magia para usá-la de maneira egoísta, capaz de prejudicar a si próprio e, principalmente, aos outros. Nos dias de hoje, esses — nomeados como pagãos — são os mais numerosos pelo mundo.

O povo da Oceania não era tão apegado à sua magia quanto os demais e, após a chegada dos homens brancos, acabaram se afastando ainda mais de praticá-la. Enquanto isso, asiáticos aprofundavam-se em seu estudo a cada ano, tornando eles os mais aprofundados nas leis cósmicas de transmutação — uma das maneiras de se referir, subestimando, a magia. Porém, foram os astecas, incas, egípcios e alguns outros que atingiram patamares espetaculares com a magia, pois estes acessaram a Magia Antiga e pagaram seu preço.
Objetivo dos bruxos não é claro, pois não são um grupo totalmente unido. Alguns são nômades e buscam somente uma vida simples onde leem mãos para jovens, outros desejam obter a obediência de todos os moradores da cidade onde estiverem. São criaturas astutas e sagazes.



Demais informações

Com acesso ao Feus, os bruxos podem controlar alguns aspectos do mundo, como os elementos, a biologia dos seres e até acessar fragmentos da memória que pertencem ao futuro. Há ainda aqueles capazes de manipular a realidade, deformá-la ao seu bel prazer, mas tais feitos são arriscados devido ao equilíbrio cósmico.
Feus nada mais é que o nome dado ao conhecimento da magia que foi presenteado por um titã há muitos éons. O verdadeiro significado da palavra se perdeu com o tempo, mas seu uso se mantém. Dizem que os bruxos respiram o Feus e que ele flui em suas veias, não se sabe se isso está correto, apesar de que alguns sejam tão viciados nesse poder que pode-se dizer que sim a teoria.

Nem todo bruxo nasce de um bruxo, apesar de todo bruxo dar à luz outro semelhante. Alguns bebês de pessoas comuns guardam consigo a capacidade de sentir a magia e, quando despertam seu próprio poder, normalmente são encontrados pelos bruxos mais próximos para serem levados e treinados na sua nova família, o Coven.
Hera
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pagãos

Mensagem por Hera em 6th Janeiro 2017, 22:43


Do que somos capazes?
É de conhecimento geral que todos os bruxos são capazes de feitos grandiosos, mas alguns específicos podem se sobressair, adquirindo habilidades especiais e totalmente poderosas.




Todos possuem


Clarividência, a capacidade de obter informações sobre um objeto, pessoa, local ou evento físico através de meios paranormais.

Conjuração, capacidade de pré-formar feitiços usando vários idiomas, com ou sem a ajuda de um grimório/livro de feitiços.

Encantamento, a prática de feitiços ou maldições (em uma base relativamente permanente) contra uma pessoa específica, objeto ou local.

Premonição, ou simplesmente pressentimento, é a capacidade de ver o passado, presente e futuro de diversas maneiras. Como alguns poderes, não há um controle ao certo, pois o ser mágico não é capaz ter uma premonição sempre que ele queira, na maior parte das vezes, elas são involuntárias.

Amaldiçoamento, o dom de amaldiçoar objetos ou pessoas, como por exemplo aprisionar inimigos e azarar ações de outros seres.

Precognição é uma percepção extra-sensorial na qual o indivíduo percebe uma informação sobre um futuro local ou evento antes dele acontecer. É menos exato que a premonição. Pode vir em forma de números (indicando datas de acontecimentos ou números que estejam nos locais do acontecimento) ou na mistura de símbolos. O bruxo terá que muitas vezes, decifrar a precognição.


Há vagas, por hora


Absorção de Poder, são bruxos que nascem sem a capacidade de gerar a própria magia, mas possuem um raro poder que lhes permite sugar magia de outras fontes mágicas. Quem usa este tipo de magia são bruxos considerados abominações pelos seus. Quando o oponente tiver sua magia absorvida ele ficará incapaz de usar magia durante as postagens no local e todos os conhecimentos do grimório vão para o pagão que sugou a magia do adversário. (0/5)

Controle emocional trabalha com a amplificação dos sentimentos. É uma força rara que permite ao atingido sentir muitas coisas ao mesmo tempo. (0/5)

Controle da Mente é o ato de controlar e manipular a mente de outros seres. (0/5)

Ilusão é uma habilidade rara, utilizada para alterar as percepções sensoriais dos outros e enganar seus sentidos, distorcendo a realidade com coisas irreais. No entanto, algumas ilusões podem ser substanciais. (0/5)

Necromancia, o dom de ver, conversar e até comandar fantasmas e mortos. Um necromante em potencial pode levantar cadáveres, evocar espíritos, falar com mortos e até viajar para o reino deles. (0/1)

Ninguém é invencível
Descrição rápida sobre as vulnerabilidades.




Homo sapiens


Para alguns, infelizmente, os bruxos ainda são mundanos. Sendo assim, eles possuem todas as fraquezas comuns de sua espécie.  


Sobrecarregar


Não importa o quão forte o bruxo for, o uso exagerado de poder mágico pode lhe causar severas complicações no futuro, desde bloqueio mágico até a morte.
Hera
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum